Nacionalmente conhecida com a Terra da Garoa, São Paulo sem duvida é uma cidade que não deixa ninguém indiferente. Uma megalópole que abre oportunidades a todos, cosmopolita por si própria.

Berço da imigração portuguesa, japonesa e italiana no Brasil, São Paulo a seu 463 ano, hoje em dia é uma das grandes capitais mundiais e com certeza a cidade mais importante da América do sul. São vários países dentro de uma mesma cidade com aproximadamente 12 milhões de habitantes São Paulo aporta uma infinidade pontos interessantes a desfrutar.

Vamos a trazer a tona alguns pontos de vistas de esta gigante cidade de nunca dorme.


Motor econômico do Brasil.


Com uma uma ampla estrutura comercial por uma variedade de espaços para receber grandes eventos, pelo maior parque hoteleiro do Brasil (42 mil apartamentos disponíveis) e pela rica frota de táxis que atende executivos, se estima que capital paulista recebe anualmente mais de 90 mil eventos de negócios, o que corresponde a 72% de todos os que são realizados no território nacional.

São Paulo recebe ao não mas 11 milhões de visitantes motivados por negócios e inúmeros congressos, ferias e convenciones.


Oferta cultural.


Além das feiras de negócios, São Paulo apresenta infinitas programação cultural ao longo do ano.

Com 101 Museus (4 de eles estão na lista dos 10 melhores do mundo), a cidade amplia o horizonte artístico para todos os gostos.

Alguns desses eventos incluem a Virada Cultural, Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, Feira Internacional de Automóveis, Bienal do Livro, Carnaval de rua e no Sambódromo, Parada LGBT, São Paulo Fashion Semana, Natal Iluminado e Réveillon na Avenida Paulista. Sem contar as centenas de shows nacionais e internacionais que ocupam as casas de espetáculos em toda a cidade ao longo do ano.

Capital Mundial da Gastronomia


Em 2017 a cidade de São Paulo ou título de capital mundial da gastronomia, durante a abertura do 10º Cihat (Congresso Internacional de Hospedagem, Gastronomia e Turismo), conferido por representantes de 43 países, que tem menos de um restaurante de comida típica, o objetivo é disseminar uma variedade de produtos culinários para atrair turistas.

Assim como empreendimentos tradicionais dos residentes, além das grandes redes mundiais, unidades de restaurantes de diversos países e dezenas de franquias de alimentação se estabelecem na capital paulista.